Coturnicultura

A  coturnicultura é um segmento dentro da avicultura destinado a criação de codornas seja para fins lucrativos ou ate mesmo para consumo próprio, a coturnicultura é uma fonte rápida de produção de carnes e ovos, ultimamente muito apreciado por diversas pessoas. Além de ser um investimento relativamente baixo se comparado á outras criações, por depender de pouco espaço, pouca mão-de-obra, e principalmente por ter retorno rápido do capital investido.

Porque a coturnicultura se destaca?

Pois bem, a codorna vem ganhando espaço nos últimos anos devido a sua forma promissora e fácil de manuseio, que possibilita criações domésticas e até mesmo em grande escala. A codorna é uma ave que se adapta muito bem a diversos ambientes. Sua carne com sabor excepcional e seus ovos agradam cada vez mais aos consumidores que buscam por um por um produto com maior qualidade e com pouca gordura.

A origem da codorna

A criação de codorna teve sua origem na Ásia, e o Japão foi um dos primeiros países a iniciar uma criação em escala comercial por volta de 1900. A criação logou estendeu-se para China e logo mais conquistou a Europa.

A codorna pertence a ordem das Galináceas, família das Faisánidas, subfamilia dos perdicinae e do gênero Coturnix, existem grandes quantidades de espécies, a mais conhecida e difundida é a Coturnix Coturnix, conhecida como codorna européia ou selvagem.

Com a introdução desta ave no Japão e, através de cruzamentos, surgiu então a subespécie Coturnix Coturnix Japonica, conhecida como codorna japonesa ou doméstica.

O que diferencia a codorna européia da codorna japonesa é o peso quando na fase adulta, sendo a primeira a mais indicada para corte devido ao seu maior peso (170g aproximadamente), enquanto que a codorna japonesa atinge pesos menores na fase adulta (150g), fato compensado por sua alta postura de ovos.

Existe também a codorna americana, chamada de Bob White, esta juntamente com a européia são as codornas mais indicadas para a produção de carne, o que se deve ao seu maior peso.

De maneira geral, as codornas apresentam grande produção de ovos, precocidade sexual, fácil manuseio, carne considerada exótica.

No Brasil as codornas foram introduzidas pelos imigrantes, principalmente os europeus e os japoneses, estes últimos são os principais responsáveis pela produção nacional.